domingo, 27 de novembro de 2011

Boa semana

Natureza e Natal

O final de semana começou com a natureza mostrando sua capacidade de renovação. Minha árvore, antes adoecida, após o tratamento adequado, mostrou que continua seguindo em frente, "dando a luz" a um novo cacho, bem no acesso à minha varanda.
Dá pra contar sua história, através de seus cachos.
Completando o dia, a iluminação natalina ficou pronta:
A noite, uma deliciosa raclete e, no domingo, o complemento principal do Natal: a árvore:

Amanhã, de volta ao "batente", recuperado e pronto para uma nova semana, com viagem à Porto Alegre e Osório.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Exausto!

Nossa, que semana!!!
Sequer consegui postar, desde terça-feira.
Pelo emocional, ótima. Pelo físico, ainda bem que terminou.
Até reunião de condomínio tive que apaziguar os ânimos e conduzir...
"Meu corpo mantém o movimento frenético dos dias, reuniões, decisões, exaustão.
Mas o coração se mantém intacto, caminha tranquilo de braços dados com a serenidade
como se eu fosse feito de aço e de flor."
(Renata Fagundes)

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Trabalho

Hoje trabalhei pra cacete e pra dois gerentes. Um disse que precisava de mim em Manaus e o outro em Porto alegre. Bem, vamos lá., Eu adoro voar...

"O Mestre na arte da vida faz pouca distinção entre o seu trabalho e o seu lazer, entre a sua mente e o seu corpo, entre a sua educação e a sua recreação, entre o seu amor e a sua religião. Ele dificilmente sabe distinguir um corpo do outro. Ele simplesmente persegue sua visão de excelência em tudo que faz, deixando para os outros a decisão de saber se está trabalhando ou se divertindo. Ele acha que está sempre fazendo as duas coisas simultaneamente."

(Texto budista)

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

A geração Y e a formação familiar

A cada dia que passa constato, com maior tristeza, os reflexos da falta de formação, em termos de respeito pelo outro, dada por uma geração de pais.
Hoje, a propósito de uma discussão telefônica de trabalho, com um "fedelho" que tem uns 4 anos mais que o meu filho, enquanto eu tentava falar calmamente e em tom de descontração, mesmo após ter recebido um e-mail irônico e sem profissionalismo, percebia um "moleque", praticamente recém aprovado num dos concursos públicos para a maior empresa do país, cargo de Profissional Júnior, a cada momento mais grosseiro, tentando se impor como se o mundo quisesse devorá-lo. O que me manteve calmo, além da idade... rs, foi o fato da intempestividade dele ter chegado a ser cômica. Ele dizia: "Eu não quero discutir!" E falava ao mesmo tempo, quase berrando ao telefone. Dizia: "Eu sou educado e quero conversar profissionalmente." E à menor interpelação minha respondia: "Você está querendo discutir!", enquanto minha voz quase "sorria" no aparelho. Bem, a "conversa" terminou quando eu disse que o limite do meu auto controle havia sido ultrapassado. Um "passar bem", de minha parte, terminou a desagradável, porém hilária discussão. Afinal, não sou de ferro, nem tenho sangue de barata.
É triste constatar como os pais acabam "educando" seus filhos para vencerem na vida, sem a menor educação, sem humildade, incapazes de perceberem o quanto tem a aprender e, por conseguinte, muito pouco escrupulosos.
Ele tem estudo, vai evoluir profissionalmente. Provavelmente daqui uns 3 anos será Profissional Pleno e mais uns 10, Profissional Sênior...
Aí me dei conta de que também criei um filho. Criei sim, mas CRIEI DE VERDADE. Fazendo-o saber o que é educação respeito e humildade.
Hoje, ele é pós graduado em economia e Profissional Sênior de uma grande empresa privada.
Tem formação ética e foi ensinado que somos eternos aprendizes e devemos ter respeito acima de tudo.
Ele tem apenas 24 anos...

domingo, 20 de novembro de 2011

VIPs


Inteligentemente escolheram o ator que mais faz sucesso nas telonas aqui no Brasil, Wagner Moura, pra esse filme.
O filme em alguns momentos lembra a loucura paranóica de Nina, de Cisne Negro, porque o filme é uma obra aberta e por se tratar de um fato verídico o diretor optou por deixar as conclusões para cada espectador: Marcelo é malandro ou um paranóico?
Ele, o diretor, explora a genialidade de Wagner Moura ao máximo, fazendo-o até cantar no filme, mostrando, mais uma vez, porque é um ator acima da média.
O roteiro é envolto em boa crítica social, mostrando que o brasileiro, de certa forma, só uer se dar bem, liga muito para status e liga pra valores inúteis.
Com boa pitada de humor, drama e suspense, até que nos prende até o fim.
Bom cuidado técnico com as imagens, sonoplastia e produção me geral, tornando o filme inteligente, divertido e voltado para o grande público.
Valeu.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Natal e Guamaré

A viagem foi cansativa e trabalhei bastante, mas, com esse visual fica um pouco melhor.
As fotos dizem tudo...

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Feriado da República

Ei, alguém lembrou que hoje é o dia em que se comemora a proclamação da república?
Tô duvidando...
Bom, eu aproveitei pra curtir minha casa, meu cão... recebi até uma indicação de uma, pelo que vi, promissora escritora. Aliás, em breve comento o que estou lendo: Lá onde os tigres se sentem em casa, de Jean-Marte Blas de Roblès. Até aqui, ótimo. Estou levando em viagem comigo. Rio Grande do Norte amanhã.
Mas, voltando ao tema, dia da proclamação da república:

A República (do latim res publica, "coisa pública") é uma forma de governo na qual o chefe do Estado é eleito pelos cidadãos ou seus representantes, tendo a sua chefia uma duração limitada.[1] A eleição do chefe de Estado, por regra chamado presidente da república, é normalmente realizada através do voto livre e secreto. Dependendo do sistema de governo, o presidente da república pode ou não acumular o poder executivo.
(Wikipédia)


Acho que está mais do que hora de aprendermos a eleger nossos representantes, mas de que forma, se pra eleger corretamente, temos que ter doses de boa educação, base cultural, formação...
É um ciclo vicioso, os governantes não dão estudo e a falta de estudo nos dá maus governantes. Como sair dele?
Talvez fazendo uma passeata... Uma greve geral... Não!
A solução, creio, é cada um que tem consciência fazer sua parte. Entre todos os que utilizam a internet, por exemplo, sei que existem muitos que tem condições de fazer a diferença. Então, por favor, façam a sua parte.
Eu estou fazendo a minha.
E até breve, porque estou saindo em viagem. A trabalho...

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Enforcar feriados

A mania é nacional e por aqui, pra quem tem que trabalhar, significa ruas dirigíveis, calçadas caminháveis e restaurantes curtíveis....
E como choveu mesmo, nada como trabalhar de verdade. Mas não precisavam exagerar na carga de trabalho, né.
Bom, amanhã dá pra descansar um pouco e pensar que em 2015, se eu quiser, posso até me aposentar...

domingo, 13 de novembro de 2011

Espelho

"Se sou amado,
quanto mais amado, mais correspondo ao Amor...
Se sou esquecido,
devo esquecer também,
Pois Amor é feito espelho.......
Tem que ter Reflexo......"

(Pablo Neruda)

Passado

O meu passado é tudo quanto não consegui ser. Nem as sensações de momentos idos me são saudosas: o que se sente exige o momento; passado este, há um virar de página e a história continua, mas não o texto.

(Fernando Pessoa)

sábado, 12 de novembro de 2011

Sábado tranquilo.

Depois de uma semana prazeirosamente trabalhosa, um pouco de trabalho em casa e um sábado pra recuperar as energias.
Conan até ficou tranquilo.

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

11/11/11

Data cabalística? Para a numerologia, data de transmutação de energia.

A chegada do dia 11 de novembro de 2011 movimentou a imaginação das pessoas e levantou discussões sobre um possível significado para a data. Alguns acreditam que o agrupamento numérico - 11/11/11 - sugere a abertura de um portal energético na Terra, que trará renovação para a humanidade. Há ainda quem tente relacionar o dia a grandes acontecimentos globais, como o ataque às Torres Gêmeas (11/09), o terremoto e o tsunami no Japão (11/03) e a catástrofe na região Serrana do RJ (11/01/2011).
Do ponto de vista da Numerologia, todo número formado pela repetição de algarismos é um Número Mestre, como o 11, 22, 33 e 99, por exemplo.
É comum as pessoas desejarem encontrar padrões, coincidências significativas que tragam explicações para suas angústias e que acalmem seus medos. O que faz diferença é a grande carga de energia que as pessoas estão depositando na data. A humanidade constrói seus pensamentos com base em intuições, evidências, fragmentos de fatos e registros. Quando isso vai se tornando grupal, fortalecido por argumentos da cultura, pode-se criar níveis de consciência. Dessa maneira, se criam tanto doenças coletivas como paranoias, como também correntes de pensamento que podem construir alicerces positivos e reformadores. Não duvido que exista algo em torno dessa data, o que postulo é que esse "algo" é um movimento criado no interior das mentes humanas e transmitido geração após geração, até que isso configurou-se em uma força capaz de produzir efeitos concretos no mundo material.
Muita gente deve ter meditado às 11h11 de hoje, mas acredito que se a pessoa estiver disposta a realizar suas atividades diárias com ética, respeito a si própria e amor, ela já vai estar, de certa forma, fazendo a função da meditação.
Devemos aproveitar a data para amar e perdoar a pior pessoa, o pior argumento, a pior ação do outro e da gente mesmo.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Manifestações

Hoje, manifestação patrocinada pelo governador do Estado do Rio de Janeiro. Afinal, ponto facultativo, transporte de graça... Puxa, por que quando querem negociam isso com as prestadoras de serviço e no dia a dia não controlam os preços?
Lamentável! O que vi foi o de sempre: gente "enforcando" o trabalho, bares cheios, muita gente tentando voltar cedo pra casa...
Ouvi locutores contratados, nos carros de som, gritando palavras de ordem do tipo: "A saúde e a educação vão virar o caos"!!! "Os serviços irão piorar"!!!
Gente, a saúde e a educação SÃO O CAOS!
Os serviços vão piorar MAIS AINDA??? Só se deixarem de existir de vez!
Alguém sabe que o ICMS do Rio de Janeiro é o maior do país? E que por isso, todos os serviços e coisas como combustíveis são os mais caros? Aliás, a gasolina aqui é mais cara que no Amazonas, Acre, etc e lá não tem nenhuma refinaria. Sabiam? Vai daqui pra lá e lá é mais barato...
Alguém lembra que antes não haviam os royalties e, depois desses anos todos recebendo os seus bilhões, as coisas só pioraram, a não ser a corrupção, que se tornou gigantesca?
 E a população? Adorou essa mobilização promovida e "bancada", alguma vez já saiu as ruas para reivindicar  por melhorias na educação, saúde, transporte, segurança???
Eu quero ver é uma manifestação de cidadãos, exigindo melhorias na educação! Aumento da alíquota do orçamento destinada ao ensino, à formação!
Chega de hipocrisia!!!
Acorda Rio de Janeiro!!!!!
Acorda Brasil!!!!!!!!!!

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

A lua


Quero que saibas uma coisa.

Tu sabes como é:
se olho a lua de cristal, os galhos vermelhos do outono em minha janela,
se toco junto ao fogo as impalpáveis cinzas
no corpo retorcido da lenha,
tudo me leva a ti,
como se tudo o que existe:
aromas, luz, metais,
fossem pequenos barcos que navegam em direção às ilhas tuas que esperam por mim.

Agora, bem,
se pouco a pouco tu deixares de me querer
pararei de te querer
pouco a pouco.

Se de repente me esqueceres
não me procure,
pois já terei te esquecido.

Se consideras violento e louco o vento das bandeiras que passa por minha vida
e decidires me deixar às margens do coração no qual tenho raízes,
lembra-te
que nesta dia,
a esta hora
levantarei os braços e minhas raízes partirão em busca de outra terra.

Mas
se em cada dia,
cada hora,
sentires que a mim estás destinado com implacável doçura,
se em cada dia levantares uma flor em teus lábios para me buscares,
oh meu amor, oh minha vida,
em mim todo esse fogo se reacenderá,
em mim nada se apaga ou se esquece,
meu amor se nutre do seu, amado,
e enquanto viveres
estará em teus braços
sem deixar os meus.

(Pablo Neruda)

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Motivo

Eu canto porque o instante existe
e a minha vida está completa.
Não sou alegre nem sou triste:
sou poeta.

Irmão das coisas fugidias,
não sinto gozo nem tormento.
Atravesso noites e dias
no vento.

Se desmorono ou se edifico,
se permaneço ou me desfaço,
— não sei, não sei. Não sei se fico
ou passo.

Sei que canto. E a canção é tudo.
Tem sangue eterno a asa ritmada.
E um dia sei que estarei mudo:
— mais nada.

(Cecília Meirels)

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Lágrimas e sorriso


"Com as lágrimas do tempo e a cal do meu dia eu fiz o cimento da minha poesia."
(Vinícius de Moraes)

Mas, quer saber: A vida é curta. Sorria enquanto você ainda tem dentes.

domingo, 6 de novembro de 2011

Onde está a meritocracia?

video
De uma academia de letras que já deu prêmio a Paulo Coelho e José Sarney, não se poderia mesmo esperar muito. Mas, conceder sua láurea máxima, a medalha Machado de Assis, a Ronaldinho Gaúcho???
Um país que tem um academia de letras deste nível, está muito, mas muito longe de ser uma nação de verdade.
O "cada um no seu quadrado", pelo jeito, só vale mesmo na música. A inversão de valores é cada vez mais impressionante e assustadora!
Tomara minha resistência se mantenha, porque a revolta já é total com as vergonhosas atitudes neste país.
Faço minha a recolta do jornalista.

sábado, 5 de novembro de 2011

Tranquilidade

"Não me prendo a nada que me defina! Sou companhia, mas posso ser solidão... tranqüilidade e inconstância, pedra e coração. Sou abraços, sorrisos, ânimo, bom humor, sarcasmo, preguiça e sono. Música alta e silêncio! Serei o que você quiser, mas só quando eu quiser. Não me limito, não sou cruel comigo! Serei sempre apego pelo que vale a pena e desapego pelo que não quer valer… Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato... ou toca, ou não toca."
(Clarice Lispector)

Esperança

"Que eu possa morrer de amor e, ainda assim, ser discreto.
Que eu possa sentir tristeza sem que ela se aposse de toda a minha alegria.
E que, se um dia eu for abandonado pelo amor,
não deixe que esse abandono seja para sempre uma companhia..."
(Deborah Farah)

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Sexta feira: Insensato destino

video
Depois de mais um dia de muuuito trabalho e um almoço gostoso, sexta feira é dia de happy hour e... samba!


Oh! Insensato destino
Prá quê?
Tanta desilusão
No meu viver
Eu quero apenas ser feliz
Ao menos uma vez
E conseguir
O acalanto da paixão
Fui desprezado e magoado
Por alguém que abordou
Meu coração, coração
Fui desprezado e magoado
Por alguém que abordou
Meu coração...
Destino!
Porque fazes assim?
Tenha pena de mim
Veja bem
Não mereço sofrer
Quero apenas um dia poder
Viver num mar de felicidade
Com alguém que me ame
De verdade...

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Segunda quinta feira

O descanso no meio da semana é ótimo, mas ter a sensação de mais uma segunda-feira.
Outra semana com duas segundas e duas sextas feiras e eu até me confundi. Acordei na minha hora e pensei: que bom que hoje é domingo... e dormir de novo. Quando dei por mim, foi aquela correria...
Mas, tudo bem. Amanhã é sexta feira!

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Dia de finados


O Dia dos Fiéis Defuntos ou Dia de Finados, (conhecido ainda como Dia dos Mortos no México), é celebrado pela Igreja Católica no dia 2 de novembro.
Desde o século II, alguns cristãos rezavam pelos falecidos, visitando os túmulos dos mártires para rezar pelos que morreram. No século V, a Igreja dedicava um dia do ano para rezar por todos os mortos, pelos quais ninguém rezava e dos quais ninguém lembrava. Também o abade de Cluny, Santo Odilon, em 998 pedia aos monges que orassem pelos mortos. Desde o século XI os Papas Silvestre II (1009), João XVII (1009) e Leão IX (1015) obrigam a comunidade a dedicar um dia aos mortos. No século XIII esse dia anual passa a ser comemorado em 2 de novembro, porque 1 de novembro é a Festa de Todos os Santos. A doutrina católica evoca algumas passagens bíblicas para fundamentar sua posição (cf. Tobias 12,12; Jó 1,18-20; Mt 12,32 e II Macabeus 12,43-46), e se apóia em uma prática de quase dois mil anos.
(Wikipédia)

Mas, vocês duvidam que a vida é eterna?

Antes de tudo, lembremos que o respeito instintivo do homem pelos desencarnados, os chamados mortos, é uma conseqüência natural da intuição que as pessoas têm da vida futura. Não faria nenhum sentido o respeito ou as homenagens aos mortos se no fundo o homem não acreditasse que aqueles seres queridos continuassem vivendo de alguma forma. É um fato curioso que mesmo aqueles que se dizem materialistas ou ateus nutrem este respeito pelos mortos.
Embora o culto aos mortos ou antepassados seja de todos os tempos, Leon Denis nos diz que o estabelecimento de uma data específica para a comemoração dos mortos é uma iniciativa dos druidas, antigo povo que viveu na região que hoje é a França. Os druidas, um povo que acreditava na continuação da existência depois da morte, se reuniam nos lares, não nos cemitérios, no primeiro dia de novembro, para homenagear e evocar os mortos.
A noção de imortalidade que a maioria das pessoas tem, no entanto, ainda é confusa, fazendo com que as multidões se encaminhem para os cemitérios, como se o cemitério fosse a morada eterna daqueles que pereceram. O Espiritismo ensina o respeito aos desencarnados como um dever de fraternidade, mas mostra que as expressões de carinho não precisam ser realizadas no cemitério, nem é necessário haver um dia especial para que tais lembranças ou homenagens sejam realizadas.
Pelos estudos espíritas, sabemos que através de nossos pensamentos podemos entrar em contato com os espíritos. Através da oração portanto, podemos conversar com nossos amigos e familiares já desencarnados (falecidos). Assim no dia de finados não há necessidade de ir ao cemitério, pois o espírito não mora naquele local. Está sim onde surge nosso pensamento afim.

Faço portanto algumas sugestões que poderiam ser substituídas pelo ritual de ir ao cemitério e que provavelmente agradariam bem mais os falecidos homenageados pela data terrena estipulada:
- Ir a um orfanato ou asilo levando doces e balas para alegrar a vida daquelas pessoas tão excluídas da sociedade.
- Ir a um hospital e visitar alguns doentes solitários e necessitados entregando uma mensagem de fé e solidariedade;
- Fazer companhia a alguém que tenha uma vida solitária;
Qualquer outro tipo de caridade seria bem vindo. E durante todo o período da pratica da ação caridosa teríamos o pensamento voltado para os desencarnados a serem homenageados. Provavelmente eles estarão, nesse momento, ao nosso lado – muito felizes – por termos levado-os a uma atividade tão emotiva, alegre e positiva; e sentindo mais felizes ainda por serem os motivadores por tal atitude. A caridade em nome de espíritos desencarnados são presentes concretos para eles.

Tempo, eternidade...

O TEMPO É MUITO LENTO PARA OS QUE ESPERAM, MUITO RÁPIDO PARA OS QUE TÊM MEDO, MUITO LONGO PARA OS QUE LAMENTAM, MUITO CURTO PARA OS QUE FESTEJAM, MAS, PARA OS QUE AMAM, O TEMPO É ETERNO...

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Halloween

A origem do halloween remonta às tradições dos povos que habitaram a Gália e as ilhas da Grã-Bretanha entre os anos 600 a.C. e 800 d.C., embora com marcadas diferenças em relação às atuais abóboras ou da famosa frase "Gostosuras ou travessuras", exportada pelos Estados Unidos, que popularizaram a comemoração. Originalmente, o halloween não tinha relação com bruxas. Era um festival do calendário celta da Irlanda, o festival de Samhain, celebrado entre 30 de outubro e 2 de novembro e marcava o fim do verão (samhain significa literalmente "fim do verão").
A celebração do Halloween tem duas origens que no transcurso da História foram se misturando.
A origem pagã tem a ver com a celebração celta chamada Samhain, que tinha como objetivo dar culto aos mortos. A invasão das Ilhas Britânicas pelos Romanos (46 A.C.) acabou mesclando a cultura latina com a celta, sendo que esta última acabou minguando com o tempo. Em fins do século II, com a evangelização desses territórios, a religião dos Celtas, chamada druidismo, já tinha desaparecido na maioria das comunidades. Pouco sabemos sobre a religião dos druidas, pois não se escreveu nada sobre ela: tudo era transmitido oralmente de geração para geração. Sabe-se que as festividades do Samhain eram celebradas muito possivelmente entre os dias 5 e 7 de novembro (a meio caminho entre o equinócio de verão e o solstício de inverno). Eram precedidas por uma série de festejos que duravam uma semana, e davam ao ano novo celta. A "festa dos mortos" era uma das suas datas mais importantes, pois celebrava o que para nós seriam "o céu e a terra" (conceitos que só chegaram com o cristianismo). Para os celtas, o lugar dos mortos era um lugar de felicidade perfeita, onde não haveria fome nem dor. A festa era celebrava com ritos presididos pelos sacerdotes druidas, que atuavam como "médiuns" entre as pessoas e os seus antepassados. Dizia-se também que os espíritos dos mortos voltavam nessa data para visitar seus antigos lares e guiar os seus familiares rumo ao outro mundo.
A origem Católica: desde o século IV a Igreja da Síria consagrava um dia para festejar "Todos os Mártires". Três séculos mais tarde o Papa Bonifácio IV († 615) transformou um templo romano dedicado a todos os deuses (Panteão) num templo cristão e o dedicou a "Todos os Santos", a todos os que nos precederam na fé. A festa em honra de Todos os Santos, inicialmente era celebrada no dia 13 de maio, mas o Papa Gregório III († 741) mudou a data para 1º de novembro, que era o dia da dedicação da capela de Todos os Santos na Basílica de São Pedro, em Roma. Mais tarde, no ano de 840, o Papa Gregório IV ordenou que a festa de Todos os Santos fosse celebrada universalmente. Como festa grande, esta também ganhou a sua celebração vespertina ou vigília, que prepara a festa no dia anterior (31 de outubro). Na tradução para o inglês, essa vigília era chamada All Hallow’s Eve (Vigília de Todos os Santos), passando depois pelas formas All Hallowed Eve e "All Hallow Een" até chegar à palavra atual "Halloween".
(Wikipédia)


Ontem se comemorou o Halloween.
O engraçado é que, quando eu era mais jovem, e vão a merda, porque não faz tanto tempo assim, essa festa não existia no Brasil.
Mais uma americanizada, produto da breguice "global" brasileira...
Pra mim, machismo à parte, bruxa é uma bela morena, vestida de preto (um biquíni tá bom), curtindo uma vassoura...


Feliz dia das bruxas, atrasado...

De amor e maldade

Resolvi experimentar e comecei pelo segundo volume da série As canções do Serafim, da escritora consagrada pela sua vendagem, Anne Rice.
Um ex-assassino de aluguel que continua sua jornada em busca da redenção, após dez longos anos de crimes, com a ajuda do serafim Malchiah e com seu próprio anjo da guarda. Rice mostra talento para lidar com o sobrenatural e troca os vampiros pelos anjos, mostrando-se uma ótima contadora de histórias, com boa reconstituição histórica e questionamentos metafísicos.
Neste volume, o rapaz volta à Roma do século XV. Uma cidade efervescente, que tem Leo X no trono papal e Michelangelo e Rafael trabalhando. Enquanto tenta cumprir sua tarefa e evitar que a fúria da intolerância se abata sobre a comunidade judaica romana, Toby é assediado por um enviado das forças do Mal. À fé para resistir a mais essa provação, junta-se a imensa vontade que o ex-assassino tem de se devotar ao Bem, conseguir o perdão de seus pecados e encontrar uma maneira de viver com uma antiga paixão de adolescência e o filho recém descoberto.
Achei bastante razoável.