quarta-feira, 26 de março de 2014

Aniversário.

Emocionado, como sempre... rs
Mais um ano vivido. Desta vez, 55.
E, como sempre, em todo 26 de março, a 27 anos, sinto-me presenteado. Também é o aniversário de meu valor mais precioso: meu filho.
Parabéns a você, meu presente de vida, hoje curtindo este momento numa deliciosa viagem.

Neste último ano, surgiram para mim novas oportunidades, como sempre aconteceu em minha vida. Entre elas, a chance de me aposentar. O que farei? Quem sabe? Certamente saberei tomar a melhor decisão, na hora certa...
Afinal, adoro reticências... aqueles três pontos intermitentes que insistem em dizer que nada está fechado, que nada acabou, que algo sempre está por vir! A vida se faz assim! Nada pronto, nada definido. Tudo sempre em construção. Tudo ainda por se dizer... nascendo... brotando... sublimando... vivo assim... numa eterna reticência...
Para que colocar ponto final? O que seria de nós sem a expectativa da continuação?

Como sempre, agradeço a todos os que estão presentes em minha vida, e isso vale para os "ausentes"... rs
Afinal, não é sempre que podemos completar mais um ano de vida, organizando um curso, ministrando aulas, cercado de pessoas especiais, amigos, colegas, espalhados pelo Brasil e pelo mundo, em mútua curtição.
Feliz, por saber que ainda consigo tocar as pessoas e sempre me sentindo tocado por tudo e todos a minha volta. Sempre agradecendo a oportunidade que esta vida me dá, de resgatar algo e aprender, aprender e aprender, sempre...

Sabe, toda vez que aniversariamos, devíamos nos perguntar:
Qual seria a minha idade, se eu não soubesse quantos anos eu tenho?
É um conforto quando nos damos conta de que chegamos inexperientes a cada idade da vida.
Uma alegria perceber que nunca tive outra idade, senão a do coração...

2 comentários:

  1. Que bom que você voltou a escrever..

    ResponderExcluir
  2. Nossa vc esta mtooooo inspirado. ..falou tdo o que penso. ..

    ResponderExcluir